- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Lisboeta

Letra e musica de Frederico de Brito
Repertório de Rodrigo

Lisboeta... quem te ensinou a cantar
A ter saudades do Tejo quando atravessas o mar
O teu fado, alma da tu’alma inquieta
Esse barco dos teus sonhos, como tu, é lisboeta

Vamos lá, solta as amarras
Larga o leme, vem á proa
Manda gemer as guitarras
Quero ouvir canções bizarras
Da tua linda Lisboa;
Pôe nos teus olhos a chama
Que sempre te tem guiado
Diz-me onde fica a Moirama
O Bairro Alto e Alfama
Que eu quero cantar o fado

Lisboeta... porque és assim tão audaz?
Que não há canto do mundo, nem terra, onde tu não vás
Diz ás vagas que a minh’alma não resiste
Sem a canção da saudade que cantas, quando andas triste