- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.535 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Se dum tiro nasce a flor

João Fezas Vital / Joaquim Campos *fado tango*
Repertório de Hélder Cruz

Se m’esperam e me condenam
A ser eu, para além de mim
Como querem que entre grades
Amarrado a saudades
Mais do que eu, eu seja assim

Se do tempo que me resta
É só uma a primavera
Como ter as mãos em festa
Sem as encostar à testa
E ao suor de quem eu era?

Se dum tiro nasce a flor
Que a estar assim me condena
Então, nem seiva nem cor
E nem ódio e nem amor
Nem desgosto e só pena