- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.520 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Fado Isabel

Manuel Delindro / Fontes Rocha
Repertório de Manuel Delindro

Os teus olhos pequeninos
Vieram espreitar os meus
Uniram-se dois destinos
Que feliz eu fui meu Deus

Os teus lábios com doçura / Nos meus vieram poisar
Nossos corpos com canduram / Não se fartaram de amar

Nossos corações bailando / Ao sabor da ventania
Lírios do campo voando / Numa eterna sincronia

Nossas almas bem unidas / Não foi só pura ilusão
Tornaram vidas vividas / Numa constante paixão

Desta vez sonhei sem dor / E com palavras de mel
Fiz uma canção de amor / Chamei-lhe fado Isabel