As 5.180 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores !!!
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
<> POR FAVOR, alerte-me para qualquer erro que encontre <>
<> Ninguém sabe tudo, ninguém ignora tudo, só todos juntos sabemos alguma coisa <> PAULO FREIRE
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
* Por motivos alheios à minha vontade, o motor de busca nem sempre responde satisfatóriamente *

* A seleção alfabética é da responsabilidade da blogspot !!!
* Caso necessite de ajuda envie a sua mensagem para: fadopoesia@gmail.com *
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


O tudo e o nada

Jorge Fernando / José Manuel David
Repertório de Fábia Rebordão

Os meus dados estão lançados
No pano verde da vida / Joguei à sorte por ti
Nos meus olhos sombreados
A tristeza desmedida / Quando ao jogar te perdi

As horas eram os dados
A rolarem tristemente / Por sobre a mesa do jogo
Dei de mão números errados
Como um pagão insolente / A redimir-se do fogo

Lancei-me em nova parada
Arrisquei no pano verde / Tudo o que tinha de meu
Joguei e fiquei sem nada
Como um mendigo que perde  / A esmola que alguém lhe deu

Não volto a tentar a sorte
Por entre os dados lancei-me  / Num jogo p’ra te prender
A perda fez-me mais forte
Ou então resignei-me / À sorte de te perder