- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Canção de alcipe

Poema: Marquesa de Alorna; adaptação de Vasco Graça Moura
Música: Carlos Paredes
Intérprete: Mísia


Sozinha no bosque fui
Com os meus tristes pensamentos
Lá calei minhas saudades

E fiz trégua aos meus tormentos

Olhei então para a Lua

Que as sombras já rasgava
E no tremular das águas

Seus raios soltava

Nessa torrenteda despedida
Vejo assustada a minha vida

Do peito as dores iam cessar

Voa a tristeza, torna o meu penar
Do peito as dores iam cessar

Tornam tristezas a voar