- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.650 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Noite de outono

Manuel Andrade / Francisco José Marques *fado zé negro*
Repertório de João Braga                         

Naquela noite de Outono
No jardim ao abandono
Todo o roseiral chorava
Mas numa roseira esguia
Uma só rosa floria
Um só botão despontava

O vento agreste soprou
Toda a roseira vergou / E a pobre rosa caiu
Desde essa noite fatal
Nunca mais no roseiral / Uma só rosa floriu

Minha vida foi tal qual
A do triste roseiral / Hoje toda luto e dor
Que vive chorando ainda
A morte da rosa linda / Que foi seu último amor