- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.520 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Coitado do Zé Maria

Joaquim Pimentel
Repertório de Tony de Matos

O Zé Maria vivia / Tranquilo na sua aldeia
Tinha o sol por companhia / De sonhos, a alma cheia
Mas pensou vir p'ra cidade / Quis cumprir outro destino
Uma alma de poeta / Num coração de menino

Coitado do Zé Maria
Coitado do Zé Maria

Os conselhos dos mais velhos / O Zé Maria não quis
Disse adeus á sua terra / Pensando ser mais feliz
Depois na cidade grande / Onde a maldade campeia
O Zé Maria chorou / Saudades da sua aldeia

Ele há tanto Zé Maria / Por essas aldeias fora
Que vive sonhando o dia / De deixá-la e ir embora
Depois na terra distante / Ao ver o mal que fizeram
Recordam a todo o instante / Essa aldeia onde nasceram