- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.500 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Fado amado

Hélder Moutinho / Miguel Ramos *fado alberto*
Repertório de Hélder Moutinho

Não é por ti que canto esta saudade
Guardada neste voz que me magoa
Escondida nos segedos da cidade
Perdida pelos cantos de Lisboa

Não é por ti que trago esta incerteza
Como se fosse um verso inacabado
Como se fosse um fado de tristeza
Que por tristeza é só mais um fado

As lágrimas amargas e salgadas
Que nascem no teu rosto desvendado
Podiam ser as lágrimas cansadas
Do tempo que nos resta do passado

Mas são as mesmas vozes de ternura
E até as mesmas ruas da cidade
Se tudo o que é amor em nós perdura
Não é por ti que canto esta saudade