- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Cantiga do charnequeiro

João Dias / Estevão José Machado *fado sem pernas*
Repertório de Rodrigo

Sou maltês e charnequeiro
Não tenho nada de meu
Trago um cão por companheiro
Que é tão pobre como eu

Respiro o sabor do mato / E a restolhada das lebres
Tenho corpo de falcato / P’ra galgar pedras e sebes

Procuro de monte em monte / Castigos de magra jorna
Mato a sede em qualquer fonte / Da água que o céu entorna

A foice que trago ao ombro / Não é p’ra matar ninguém
Não há sombra nem assombro / Quando um homem nada tem

Durmo no chão da campina / Um alforge por travesseiro
É assim a minha sina / De maltês e charnequeiro