- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.515 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Penas tem quem tem amores

Letra e musica de Sílvio Pleno
Repertório de António Mourão

A minha vida é só minha
Dela disponho á vontade
Mas agora que penso assim
Sei o bem da liberdade

A liberdade que sinto / Não me dará o direito
De pensar que os outros erraram / E só eu é que sou perfeito

As penas que eu tinha, tenho / Mas de outro lado me vêm
De saber que ao ser livre agora / Quero os outros livres também

De nada serve ser livre / Se os movimentos que faço
Me prenderem e enlearem / Á vontade feita cansaço