- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.520 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Terra da melancolia

Letra e música: Duarte
Intérprete: Duarte


Terra da melancolia
Rasas planícies de mágoa
Branca dolência tardia
Terra da melancolia
Tanto calor, pouca água

Mourisca forma de estar / Depressiva porventura
O tempo teima em passar / No espaço há tanta fartura

Quem por lá passa não sabe / Das coisas de quem lá vive
À espera que a dor se acabe / Terra dum pai que não tive

Ao largo velhos sentados / Aos novos ninguém os vê
Partiram para outros lados / Vão voltar de quando em vez

Às vezes, sou mais um estranho / Vagueando ao Deus-dará
Outras vezes sou daqueles / Que nunca saem de lá

Ainda que lento o dia / A noite nunca se atrasa
Branca dolência tardia / Terra da melancolia
Do cante e da minha casa