- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Canal de JOSÉ FERNANDES CASTRO em parceria com RÁDIO MIRA

RÁDIO apadrinhada pelo mestre *RODRIGO*

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
AS LETRAS PUBLICADAS REFEREM A FONTE DE EXTRAÇÃO, OU SEJA: NEM SEMPRE SÃO MENCIONADOS OS LEGÍTIMOS CRIADORES
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
ATINGIDO ESTE VALOR // QUE ME FAZ SENTIR HONRADO // CONTINUO, COM AMOR // A SER SERVIDOR DO FADO
POIS MESMO DESAGRADANDO // A TROIANOS MALDIZENTES // OS GREGOS VÃO APOIANDO // E VÃO FICANDO CONTENTES
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
6.525 LETRAS PUBLICADAS <> 2.572.800 VISITAS < > SETEMBRO 2022
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A grande volta

Letra de Carlos Conde
Repertório de Manuel dos Santos
Desconheço se esta letra foi gravada.
Transcrevo-a na esperança de obter informaçâo credivel

A volta desta vida é a maior
Das voltas mais cruéis que o mundo tem
Cada etapa revela um vencedor
Que sabe pedalar como ninguém

Há quem chegue primeiro em linha reta
Como há quem vença em áspera subida
Mas pode não ganhar nem ver a meta
Quem não for cauteloso na descida

Quando a sorte acompanha o concorrente
Não há caminho mau, curva ruim
Mas se o carro de apoio passa à frente
Os ases nunca mais chegam ao fim

Um furo é mal que enerva e desconsola
O que tem a vitória por divisa
Porque além de perder a camisola
Até pode ficar sem a camisa

E os campeões, os ases consagrados
Na mira irresistível de ganhar
Até pisam aqueles desgraçados
Que chegam sempre em ultimo lugar