- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.515 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Fado das Caldas

Arnaldo Forte / Raúl Ferrão
Repertório de Vicente da Câmrara 

Calça justa bem esticada / Já manchada do selim
E plainas afiveladas /
Antigamente era assim
Mantas de cor nas boleias / P’ras toiradas e p’ras ceias


De milorde aguisalhada
À cabeça da manada
Trote largo e para a frente
Com os seus cavalos baios
As pilecas eram raios
Fidalgos iam co'a gente

E p'la ponte de tornada /
Por lá é que era o caminho
Bem conduzindo a manada /
A passo, devagarinho
E quem mandava o campino / Era o mestre Victorino

Praça cheia, toca o hino /
Dos Gamas, toiro matreiro
Victor Morais, o campino /
Anadia, o cavaleiro
E que sortes bem rematadas  / Havia nessas toiradas

Nos tempos eu que eu vivi /
Findavam as brincadeiras
Nas barracas do Levi /
Com dois tintos das Gaeiras
Entre cartazes e letreiros / De toiros e cavaleiros