- - - - - - - - - -

Canal de J.F.Castro em parceria com a Rádio Mira

Canal de J.F.Castro em parceria com a Rádio Mira
° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Existem (pelo menos) 80 letras publicadas que não constam do índice. Caso encontre alguma avise-me, por favor.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

6.270 LETRAS PUBLICADAS /*/ 2.078.500 VISITAS /*/ MARÇO 2021

ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO.

Pois mesmo desagradando // A "Troianos" maldizentes / Os "Gregos" vão apoiando // E vão ficando contentes

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Se não encontra a fado preferido // Envie, por favor, o seu pedido.

fadopoesia@gmail.com

- - - - - - - - - - - - - - - -

Pesquisa.

Estações da vida

Valentim Matias / Daniel Gouveia *fado daniel*
Repertório de Valentim Matias

Alguém dizia, sorrindo
Para ti o mundo é lindo
Estás em plena Primavera
Era o tempo dos amores
Dos perfumes e das flores
E de uma ou outra quimera

Céu azul e andorinhas
Voando rente às beirinhas / Dos telhados da cidade
E eis que chega o Verão
É tempo de afirmação / Estás na força da idade

O tempo passa depressa
Sem sequer uma promessa / Duma vida renascida
E nem nos apercebemos
Que de repente estaremos / Em pleno Outono da vida

Mas este não é eterno
A correr vem o inverno / Maiores as noites que os dias
Tempo para descansar (filosofar)
E também pra recordar / Quantas, quantas alegrias (fantasias)