- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Canal de JOSÉ FERNANDES CASTRO em parceria com RÁDIO MIRA

RÁDIO apadrinhada pelo mestre *RODRIGO*

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
AS LETRAS PUBLICADAS REFEREM A FONTE DE EXTRAÇÃO, OU SEJA: NEM SEMPRE SÃO MENCIONADOS OS LEGÍTIMOS CRIADORES
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
ATINGIDO ESTE VALOR // QUE ME FAZ SENTIR HONRADO // CONTINUO, COM AMOR // A SER SERVIDOR DO FADO
POIS MESMO DESAGRADANDO // A TROIANOS MALDIZENTES // OS GREGOS VÃO APOIANDO // E VÃO FICANDO CONTENTES
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
6.690 LETRAS PUBLICADAS <> 2.655.000 VISITAS < > 01 JANEIRO 2023
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Amei-te

João de Freitas / Jaime Santos
Repertório de Fernando Farinha

Amei-te tanto e perdi-te 
Nem sabes quanto sofri 
Custou-me, mas esqueci-te 
E um dia destes vi-te
E tive pena de ti

Ias a passar sorrindo / Num sorrir triste que esconde
Decerto um desgosto fingindo
Se julgas que estou mentindo / Vê-te a um espelho e responde

No teu rosto maquilhado / Eu pude ler a amargura
E o teu olhar perturbado
Demonstra o que tens passado / Nessa vida sem ventura

Confesso tive saudade / Do nosso antigo viver
Mas tu querias liberdade
Foi feita a tua vontade / E agora sofre, mulher

Esta estrofe não foi gravada
Fiquei um pouco tristonho
Recordando o que fizeste
Aniquilaste o meu sonho
Mas olha que é bem medonho
Esse viver que escolheste