- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Evocação

Fernando Farinha / Popular *fado corrido*
Repertório de Fernando Farinha

Muito novo comecei
A cantar por todo o lado
Bem cedo me acostumei
A saber o que é o fado

Fadistas que deram brado / Tive o prazer de escutar
A sério, não a brincar / Como fazem os de agora
E sem querer bendigo a hora / Em que aprendi a cantar

Proença, Maria Emília / José Tovar, Vianinha
Filipe Pinto e a Ercília / Que no fado foi raínha

Marceneiro alfacinha / Mais vibrante e fadistão
O Calixto refilão / Campos, Varela, Porfírio
Nomes que foram delírio / Dentro da nossa canção

Armandinho, o virtuoso / Da guitarra portuguesa
Lucília, Berta Cardoso / Estrelas de enorme grandeza

Hermínia foi com certeza / A mais castiça e bairrista
Amália foi a estilista / Que ao mundo o fado levou
E a letras de oiro marcou / Uma geração fadista

Do que ficou para além / Só me resta por herança
Esta saudosa lembrança / Desses tempos que eu vivi
E dos fadistas que ouvi / Nos meus tempos de criança