- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Gabino Ferreira *1922-2011*


Gerado pelo ventre do amor
Amando sempre, sem olhar a quem
Batalhou e conseguiu com seu valor
Imortalizar a linda voz que tem;
No seu jeito de poeta sonhador
O seu fado cantou, como ninguém
---
Guiado pela verdade
Apoiado p'la saudade
Bem cedo se fez alguém;
Inventou um fado novo
Na voz que agradou ao povo;
O povo que lhe quer bem
---

Ganhou a sua fama natural
Através da canção do seu país;
Bem longe do seu berço de raiz
Impôs-se como símbolo real;
Na certeza de ser fado feliz
Ostentou a bandeira nacional



Gratos ficaremos nós // Ao fado, que toda a vida // Brilhou na sua voz quente
Imortal, é essa voz //
Nesta cidade nascida // Orgulho da nossa gente!

Acróstico de homenagem a um grande senhor do Fado
Autor: José Fernandes Castro