- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Menina das tranças loiras

Domingos Gonçalves da Costa / Maximiano de Sousa
Repertório de Max


Menina das tranças loiras / Como douradas auroras
Que o sol ardente ilumina
Não ria dos meus cabelos / Que outrora foram tão belos
Como os seus, linda menina

Esta cabeça que a neve / Já salpicou ao de leve
E onde os cabelos são escassos
Já fez acender desejos / Já descansou entre beijos
E em deslumbrantes abraços

Guarde o seu sorriso
Não faça alarde da sua beleza
Seu sorriso é preciso
Se um dia mais tarde chorar de tristeza
Não pense que o mundo ledo
É tudo sorrisos francos
E pense que tarde ou cedo
Há-de ter cabelos brancos

E como há pouco lhe disse / Vivi sonhos encantados
Que o amor iluminou
Já afaguei com meiguice / Muitos cabelos doirados
Que o tempo agreste orvalhou

Não ria pois, tenha calma / E Deus guarde as suas tranças
Da cor do sonho fulgente
Seu sorriso fere a alma / De quem vive de lembranças
Dum amor há muito ausente