- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Lisboa velha amiga

Manuel Paião / Eduardo Damas
Repertório de Vera Mónica

Brinquei contigo no largo dos Trigueiros
Primeiros passos eu dei p'la tua mão
Corri á tarde p'lo Terreiro do Paço
Li na cartilha a primeira lição

João de Deus, o A, É, I, O, U
São Nicolau que era escola antiga
Em ti cresci e só em ti estou bem
Minha Lisboa, Lisboa velha amiga

Lisboa sim...
Lisboa velha amiga
Da Brasileira que havia no Rossio
E onde o Botto dizia p'rós amigos
Os belos versos que alguém jamais ouviu
Lisboa sim...
Lisboa velha amiga
Tu é que embalas meu sonho, minha esperança
Tu és cidade, a eterna menina
Eu sou em ti, a eterna criança