<> Canal de Rádio criado em homenagem a RODRIGO <>
Clique na imagem e oiça a Rádio Bocas do Fado

<> <> <>
As 5.760 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <>
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa.
Paulo Freire *filósofo* 1921 <> 1997

<> <> <>
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Zé pescador

Tiago Torres da Silva / Armandinho *fado alexandrino*
Repertório de Maria João Quadros

Eu fui até ao cais á procura á procura do zé
Não o conhecem mais, ninguém sabe quem é
Alguém o viu passar? Não há quem me responda
Dizem que foi p’ro mar, deitar-se numa onda

A maré quando encheu apagou-lhe a beata
E quando o mar desceu, o Zé fez-se á fragata
Perguntei nos cafés, toda a gente o esqueceu
Encontrei tantos Zés, mas nenhum é o meu

Um velho pescador ainda se recorda
Diz que o Zé é a dôr da rede que ele borda
E diz que se o meu Zé partiu, a culpa é minha
Levou-o a maré das saudades que tinha