- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Grito

Amália / Carlos Gonçalves
Repertório de Amália

Silêncio... do silêncio faço um grito
E o corpo todo me dói, d
eixai-me chorar um pouco

De sombra a sombra há um céu tão recolhido
De sombra a sombra, já lhe perdi o sentido... ó céu

Aqui me falta a luz... aqui me falta uma estrela
Chora-se mais quando se vive atrás dela e
eu
A quem o céu esqueceu, sou a que o mundo perdeu
Só choro agora, que quem morre já não chora

Solidão... que nem mesmo essa é inteira
Há sempre uma companheira, uma profunda amargura

Ai solidão... quem fora escorpião
Ai solidão... e se mordera a cabeça... adeus

Já fui p'ra além da vida, do que já fui tenho sede
Sou sombra triste encostada a uma parede... adeus
Vida que tanto duras, vem morte que tanto tardas
Ai como dói a solidão quase loucura