- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.515 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Sem palavras

Maria do Rosário Pedreira / António Vitorino d’Almeida
Repertório de Carlos do Carmo 

Quando eu tinha o teu amor 
Não me sentia à vontade
Para dizer quanto te queria
Mas não podia supor
Que, por guardar a verdade
Tu julgasses que eu mentia

Podia continuar mudo / Que as palavras não são tudo
Mais importa o que é vivido
Mas digo-te cá do fundo / Que ainda dava a volta ao mundo
Na roda do teu vestido

Quando estiveste ao meu lado / Faltou-te da minha boca
Uma jura de paixão
E, ao veres-me assim tão calado / Cismaste até ficar louca
Numa história de traição

Agora, que já te entendo / Confesso que me arrependo
Do coração tão fraco
E digo sem hesitar / Gostava mais de cantar
Com as bandas do teu casaco