- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - - - -
As 5.440 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os
- - - - -
Ninguém sabe tudo, ninguém ignora tudo, só todos juntos sabemos alguma coisa <> PAULO FREIRE *filósofo*
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Um dia - M.Raínho

Mário Raínho / Jorge Fernando
Repertório de Jorge Fernando

Um dia hei-de apagar desta memória
Esse amor que bebi como veneno
E só depois então, cantar vitória
Rasgando os versos em que me condeno


Um dia hei-se soltar de novo o canto
Ser poema que alcande um outro espaço
Não me quedar aqui neste entretanto
Morrendo na distância dum abraço

Um dia hei-de chegar a ser razão
No alto precipício que dominas
E com golpes de rosto, dizer não
Como um cavalo a ssacudir as crinas

Um dia hei-de enxugar todo este rio
Nascente no olhar de água tão fria
Um dia hei-de aceitar o desafio
De te voltar a amar... um dia, um dia