- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.500 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Por um acaso

Aldina Duarte / José Marques *fado triplicado*
Repertório de Camané

Entendi que era verdade
Toda aquela claridade
A entrar pela janela;
Vi teus olhos a brilhar
Duma cor que vem do mar
E de todas a mais bela

Foi o encanto desse olhar
Que me fez acreditar / Na repentina verdade
Corri para porta da rua
E a vontade nua e crua / Era agora realidade

Eu por ti então tirei
As cortinas que fechei / Noutro tempo que vivi
Entre crenças nublosas
Tuas súplicas teimosas / Me juntaram mais a ti

Lembro esse dia distante
Em que só por um instante / Esqueci a cortina aberta
Afinal um esquecimento
Revelou num só momento / Toda a luz da descoberta