- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Até logo meu amor

Mário Raínho / Alfredo Duarte *fado versículo*
Repertório de Mafalda Arnauth

Ando cansada das horas que não vivo
De calar dentro de mim, a solidão
Das promessas e demoras, sem motivo
E de sempre dizer sim, em vez de não

Morro em cada despedida ao abandono
Páro o tempo á tua espera, nos desejos
A estação da minha vida é o outono
Não existe primavera sem teus beijos

Ergo a minha voz aos céus, teimosamente
E depois deste meu rogo ao Deus Senhor
Não sei se te diga adeus, ou simplesmente
Deva dizer-te *até logo meu amor*