- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Cantigas

José Régio / Raúl Ferrão *fado carriche*
Repertório de Eliana Castro


Ser poeta é achar deleite
Nas suas próprias feridas
Ai dos seios que dão leite
A bocas tão iludidas

Que o filho lhe mal pagava / Queixou-se-me certa mãe
Nem a vida lhes chegava / Se os filhos pagassem bem

Quem tem um filho apartado / Sofre com dois corações
Um, tem-no em si bem fechado / Outro, lá longe aos baldões

Se me lembro de morrer / Certa voz me apazigua
Ouço a minha mãe dizer / Essa vida não é tua

Cria uma mãe, seu menino / Cresceu... seguiu novos trilhos
E é para esse destino / Que as mães dão asas aos filhos

Minha mãe, se eu te perder / Farei de branco o meu luto
Que é santa toda a mulher / Que dá poetas por fruto