- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Gaivotas do Douro *humor*

Nel Garcia / Frederico de Brito *canoas do tejo*
Repertório de Zé Carvalho

Gaivota de busto erguido que vens do Cais do Terreiro
Peixinho que andas perdido á procura de parceiro

O vento sopra no ar, o sol parece um melão
Lá se vai a rebolar, a ensaiar o malhão

Gaivota conheces bem
Quando o vento está mais forte
As curvas da Via Norte e os pinheiros que ela tem
Gaivota, por onde vais
Se algum tété te abalroa
Nunca mais voltas p'ros pais, nunca, nunca, nunca mais

Gaivota de bela panda que vens de motorizada
E trazes a saca branda, que o negócio não deu nada
A mota queimou a vela e se adormeceu, deixá-la
Agora, põe-te á tabela, não vá o bófia gamá-la