- - -

- - -
° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...
- - -
° 6.000 Letras Publicadas // 1.7550.000 Visitas ° Maio 2020
- - -
° Por questãoes de funcionalidade existem índices divididos em 2/3 colunas // Os fados de Coimbra e os Humorísticos estão em colunas isoladas °
- - -
° Procure a letra do Fado // Pelo título correto // E veja aqui publicado // O seu Fado predileto // Se não encontra o seu fado preferido // Envie, por favor, o seu pedido °
- - -
° fadopoesia@gmail.com °

.

Contemplo o que não vejo

Fernando Pessoa / Armandinho *fado alexandrino*
Repertório de Pedro Moutinho

Contemplo o que não vejo, é tarde, é quase escuro
E quanto em mim desejo está parado ante o muro
Por cima o céu é grande, sinto árvores no além
Embora o vento abrande, há folhas em vai-vém

Tudo é do outro lado, no que há e no que penso
Nem há ramo agitado que o céu não seja imenso
Confunde-se o que existe, com o que durmo e sou
Não sinto, não triste, mas triste é o que estou