- - - - -

- - - - -
<> Clique na imagem e oiça Fado <>
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.650 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Quando as palavras são poucas

João Imaginário / Franklim Godinho *quadras*
Repertório de Manuel Fria

Quando as palavras são poucas
P'ra dizer, não desespero
Canto o fado em quadras soltas
Co'a liberdade que quero

Dá-me um sorriso dos teus / Se o teu sentir è sincero
Porque eu sonhei que não voltas / Co'a liberdade que quero

No meu jeito de cantar / Nem qualquer tema tolero
O meu fado è inspirado / Co'a liberdade que quero

Digo-te adeus sem ter medo / Hás-de voltar, assim espero
Com mil ideias de fado / Co'a liberdade que quero

Somos dif'rentes dos outros / O nosso amor tem seu esmero
Tem a noção das palavras / 
Co'a liberdade que quero