- - - - -

- - - - -
<> Clique na imagem e oiça Fado <>
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.650 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Quando o sonho vale a pena

Gonçalves Preto / Pedro Vilar
Repertório de Pedro Vilar

Do cais duma amargura por contar
Vieste mastigando a solidão
Trazendo desencantos no olhar
E um sonho mutilado em cada mão

Mas o teu sonho pode, se quiseres
Crescer na madrugada mais serena
À luz da esperança viva que acenderes
Dar asas ao teu sonho, vale a pena

As tuas revoltas 

São gritos que soltas num sonho qualquer
As tuas esperanças 
São gritos que lanças, já vida a crescer
Um sonho esquecido 

Se for entendido por quem o quiser