- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.530 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Sendo eu Tejo e tu navio

Carlos Baleia / Daniel Gouveia *fado tejo*
Repertório de Daniel Gouveia

Lisboa, que entras em mim
Na tua luz, nos teus cheiros
Nos versos que te cantaram
Onde Cesário é jardim
Teus cantadores, Marceneiros
Dos tronos que te enfeitaram

Das ruelas, dos recantos
Norberto tinha o segredo
Que ainda por ti circulam
E de mistérios e encantos
São tecidos os enredos
Que os teus anos acumulam

Há mouros pelas esquinas
E no cais vozes gentias
Relembram tudo o que és
E as gaivotas p’las colinas
São poetas, são vigias
Que te cruzam lés-a-lés

Teu Santo António nas ruas
Não sei se discursa ou não
Para os peixes deste rio
Mas, tu, que bem te insinuas
Entraste em meu coração
Sendo eu Tejo e tu navio