-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores dos temas aqui apresentados.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
* 7.350' LETRAS <> 3.180.000 VISITAS * ABRIL 2024 *

. . .

Maria da Madragoa

Domingos da Silva / Manuel Fernandes
Repertório de Manuel Fernandes

Maria da Madragoa 
Olhos azuis cor do mar
Não há em toda a Lisboa 
Mais fresco e bonito olhar

Tuas gargalhadas francas 
Contém uma graça infinda
E o quebrar das tuas ancas 
Mais graça te dão ainda

Maria, Maria, gaivota que voa
Nas ruas garridas da linda Lisboa
Escuta p’ra teu bem, donzela
Minha boneca engraçada;
Cautela, não dês ouvidos a quem
Fala muito e não diz nada

Vive a vida sem lamentos 
Maria de olhos azuis
Apregoa aos quatro ventos 
Toda a graça que possuis

Resistes em ironia 
À maldade da desgraça
Não queiras perder, Maria 
A graça da tua graça