- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.500 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Herança fadista

Clemente José Pereira / João do Carmo Noronha *fado pechincha*
Repertório de António Mourão

Eu não sou do tempo antigo
Mas noto que finalmente
Trago este fado comigo
O fado de antigamente

Não vesti com galhardia / A calça estreita e samarra
Nem ouvi na Mouraria / O trinar duma guitarra

Também não cantei o fado / Em serenatas bairristas
Nem nas esperas do gado / Com fidalgos e fadistas

Minha voz que tanto abraça / O fado que me encantou
Algum fadista de raça / 
Por herança me deixou