- - -

- - -
° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...
- - -
° 6.000 publicações <> 1.750.000 visitas <> Maio 2020 °
- - -
° POR QUESTÕES DE FUNCIONALIDADE EXISTEM ÍNDICES DIVIDIDOS EM 2/3 COLUNAS // Os fados de Coimbra e os Humorísticos estão em colunas isoladas °
- - -
° Procure a letra do Fado // Pelo título correto // E veja aqui publicado // O seu Fado predileto // Se não encontra o seu fado preferido // Envie, por favor, o seu pedido °
- - -
° fadopoesia@gmail.com °

.

Mesa no café

Mário de Sá Carneiro / Mário Mata
Repertório de Paulo de Carvalho

Minha mesa no café / Quero-lhe tanto... a garrida
Toda de pedra brunida / Que linda e que fresca é

Sobre ela posso escrever / Os meus versos prateados
Com estranheza dos criados / Que me olham sem perceber

Que história de oiro tão bela
Na minha vida abortou
Eu fui herói de novela
Que autor nenhum empregou

Sobre ela estendo os braços / Numa atitude alheada
Buscando pelo ar os traços / Da minha vida passada

Um novo freguês que entra / É novo actor no tablado
Que o meu olhar fatigado / Nele outro enredo concentra

Nos cafés espero a vida / Que nunca vem ter comigo
Não me faz nenhum castigo / Que o tempo passe em corrida

Passar tempo é o meu fito / Ideal que só me resta
P’ra mim não há melhor festa / Nem mais nada acho bonito