- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Canal de JOSÉ FERNANDES CASTRO em parceria com RÁDIO MIRA

RÁDIO apadrinhada pelo mestre *RODRIGO*

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
AS LETRAS PUBLICADAS REFEREM A FONTE DE EXTRAÇÃO, OU SEJA: NEM SEMPRE SÃO MENCIONADOS OS LEGÍTIMOS CRIADORES
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
ATINGIDO ESTE VALOR // QUE ME FAZ SENTIR HONRADO // CONTINUO, COM AMOR // A SER SERVIDOR DO FADO
POIS MESMO DESAGRADANDO // A TROIANOS MALDIZENTES // OS GREGOS VÃO APOIANDO // E VÃO FICANDO CONTENTES
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
6.695 LETRAS PUBLICADAS <> 2.679.000 VISITAS < > 01 FEVEREIRO 2023
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Não sei meu amor, não sei

Tiago Torres da Silva / Frederico de Brito *fado dos sonhos
Repertório de Beatriz da Conceição
Copiado do livro do poeta editado pela
Academia da Guitarra e do Fado

Não sei... meu amor, não sei
Se os poemas que cantei
Algum dia foram escritos
Ao cantar cada palavra
Parecia que a inventava
Na tragédia dos meus gritos

Cantei poetas ausentes
Cantei os versos das gentes / Dos bairros de tradição
Desde Alfama à Madragoa
A minha voz foi Lisboa / À procura de um pregão

As palavras dos poetas
Feitas de emoções secretas / Têm de ser reveladas
E só mesmo quem as sofre
É que pode abrir o cofre / Onde elas foram guardadas

Por isso é que eu te repito
Gostaria de as ter escrito / Mas sabendo que as cantei
A minha alma inquieta
Também se sente poeta / Não sei... meu amor, não sei