- - - - - - - - - -

Canal de J.F.Castro em parceria com a Rádio Mira

Canal de J.F.Castro em parceria com a Rádio Mira
° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Existem (pelo menos) 80 letras publicadas que não constam do índice. Caso encontre alguma avise-me, por favor.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

6.270 LETRAS PUBLICADAS /*/ 2.107.500 VISITAS /*/ ABRIL 2021

ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO.

Pois mesmo desagradando // A "Troianos" maldizentes / Os "Gregos" vão apoiando // E vão ficando contentes

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Se não encontra a fado preferido // Envie, por favor, o seu pedido.

fadopoesia@gmail.com

- - - - - - - - - - - - - - - -

Pesquisa >

A aldeia está em festa

Carlos Conde / Túlio Pereira
Repertório de Adriana Franco 

Dia festivo a raiar / E a aldeia, de olhos nos céus
Cedo trata de envergar / O fato de ver a Deus

Os moços, muito a preceito / Dançam e botam cantigas
Muito certos, sempre ao jeito / Das ancas das raparigas

Para a alegria da romaria
Os ranchos abrem caminho
Pelas estradas, atapetadas
De alfazema e rosmaninho
A luz que alveja no adro da igreja
Traz a benção do Senhor
E os conversados, muito enlevados
Fazem promessas de amor


Sobem foguetes ao ar / E em suaves melodias
Passa a música a tocar / Como a dar-nos os bons dias

E à tardinha quando a festa / Começa a chegar ao fim
Não há casinha modesta / Sem um cheiro de alecrim