-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores dos temas aqui apresentados.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
<> 7.380 LETRAS <> 3.295.000 VISITAS <> JUNHO 2024 <>

. . .

Os dois horizontes

Machado de Assis / Popular e Alberto Correia *fados: mouraria e solene*
Repertório de Camané

Um horizonte a saudade
Do que não há-de voltar
Outro horizonte, a esperança
Dos tempos que hão-de chegar

O gozo do amor sonhado 
No olhar profundo e ardente
Tal é na hora presente 
O horizonte do passado

Ou ambição de grandeza 
Que no espírito calou
Desejo de amor sincero 
Que o coração não gozou

Ou o viver calmo e puro 
A alma convalescente
Tal é na hora presente 
O horizonte do futuro

Na avidez do bem sonhado 
Ao nosso espírito ardente
Nunca o presente é passado 
Nunca o futuro é presente