- - - - - - - - - -

- - - - - - - - - -
- - - - - - - - - -

° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Existem (pelo menos) 80 letras publicadas que não constam do índice. Caso encontre alguma avise-me, por favor.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

6.200 LETRAS PUBLICADAS // 2.028.600 VISITAS // Janeiro 2020

Atingido este valor // Que me faz sentir honrado // Continuo, com amor // A ser servidor do fado.

.

Quando o fado for grande

Tiago Torres da Silva / Alberto Costa *fado torres do mondego*
Repertório de Ricardo Ribeiro

Quando o fado era menino
Dizia: quando eu for grande
Hei-de inventar um destino
Que meu coração comande

E percebeu que os poetas / Eram quem, como as crianças
Abriam portas secretas / Sem chaves nem alianças

Ao entrar no universo / Dos poetas populares
Ele vai escrevendo versos / Que já nascem milenares

E por saber que os adultos / Podem voltar à infância
Não quer que os poetas cultos / Se mantenham à distância

Rouba um poema a Pessoa / Ao Ary pede uma glosa
E uns versos sobre Lisboa / Ao mestre Linhares Barbosa

Se voltasse a ser menino / Diria: quando eu crescer
Hei-de inventar um destino / Num poema por escrever