<> Existe um espaço de 20 segundos entre o começo do Fado e a sua identificação <>
Loading ...
<> <> <> <> <>
Vai certamente encontrar // Algumas incorreções /:/ Se quiser, pode ajudar // Com boas informações.

<> <> <> <> <>
As letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <> <> <>
A seguir aos índices encontrará uma lista aconselhável de FONTES de FADO !!!

<> <> <>

<> <> <>
5.680 Letras / 1.320.000 VISITAS // JULHO 2019

Sinas

Henriqe Rego / Alfredo Duarte *marcha do marceneiro*
Repertório de Alfredo Marceneiro

Já mandei ler tantas sinas
Na palma da minha mão
E todas elas constatam;
Que as buliçosas meninas
Dos teus olhos, é que são
As meninas que me matam

Meninas tão maneirinhas
Azougadas, leves, finas / Descrentes, loucas, profanas
São pequenas feiticeiras
Em janelas pequeninas / De rosadas persianas

Essas meninas são luzes
Que talvez Nossa Senhora / Não tenha iguais no altar
Que Deus me livre das cruzes
Que há-de ter p’la vida fora / Quem delas se enamorar

Essas meninas bulhentas
Mas de afeições tão suaves / Não deixaram de bulir
Por elas passo tormentas
Fecha as meninas á chave / Que são horas de dormir