- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Canal de JOSÉ FERNANDES CASTRO em parceria com RÁDIO MIRA

RÁDIO apadrinhada pelo mestre *RODRIGO*

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
AS LETRAS PUBLICADAS REFEREM A FONTE DE EXTRAÇÃO, OU SEJA: NEM SEMPRE SÃO MENCIONADOS OS LEGÍTIMOS CRIADORES
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
ATINGIDO ESTE VALOR // QUE ME FAZ SENTIR HONRADO // CONTINUO, COM AMOR // A SER SERVIDOR DO FADO
POIS MESMO DESAGRADANDO // A TROIANOS MALDIZENTES // OS GREGOS VÃO APOIANDO // E VÃO FICANDO CONTENTES
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
6.555 LETRAS PUBLICADAS <> 2.630.000 VISITAS < > NOVEMBRO 2022
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

E assim nasceu o fado

Mote de Linhares Barbosa / Glosa de Joaquim da Silva / Popular *fado das horas*
Repertório de Mariana Silva
 
Quando Deus criou as rosas
Neste país encantado
Caiu uma, desfolhou-se
E dela nasceu o Fado 

Não havia uma canção / Entre as canções amorosas
Que despertasse a paixão / Quando Deus criou as rosas 

Mas quis o Bom Criador / Que uma lá do seu agrado
Fosse uma canção de amor / Neste país encantado

Ou por divina magia / Ou fosse lá pelo que fosse
Ao despontar certo dia / Caiu uma, desfolhou-se

Segundo a lenda nos narra / Foi disposta com cuidado
Nas cordas duma guitarra / E dela nasceu o Fado