- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO
CANAL DE JOSÉ FERNANDES CASTRO EM PARCERIA COM A RÁDIO MIRA

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Loading ...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores *

<> 6.360 LETRAS <> 2.245.800 VISITAS <> AGOSTO DE 2021 <>

* ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO *

* POIS MESMO DESAGRADANDO /*/ A *TROIANOS* MALDIZENTES /*/ OS "GREGOS VÃO APOIANDO /*/ E VÃO FICANDO CONTENTES *

* NÃO ENCONTRA O FADO PREFERIDO? /*/ ENVIE, POR FAVOR, O SEU PEDIDO * fadopoesia@gmail.com

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* NASCEU ASSIM... CRESCEU ASSIM... CHAMA-SE FADO // Vasco Graça Moura // Porto 03.01.1942 // Lisboa 27.04.2014 *

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Bairro Alto

Carlos Neves / Francisco Carvalhinho
Repertório de Nuno de Aguiar

-
Nuno de Aguiar é o grande criador deste trecho, como fado. Na verdade, trata-se da “Marcha do Bairro Alto” de 1938. Foram seus autores: da letra, Augusto Machado e Carlos Neves; da música, Carlos Neves. Nuno de Aguiar, ao ler os versos que alguém lhe deu, viu naquela marcha um belo fado. Assim, juntamente com Carvalhinho, tratou de arranjar nova “roupagem” musical t
endo por base o Fado Corrido, e num momento de inspiração, surgiu o êxito que se conhece. 
Informação de Francisco Mendes e Daniel Gouveia
Livro *Poetas Populares do Fado-Canção*
-

Bairro Alto com seus amores tão delicados
Certa noite deu nas vistas
E saíu com os trovadores e mais o fado
P'ra fazer suas conquistas


Tangeu as liras singelas
Lisboa abriu as janelas / Acordou em sobressalto
Gritaram bairros à toa
Silêncio velha Lisboa / Vai cantar o Bairro Alto


Trovas antigas
Saudade louca
Andam cantigas a bailar de boca em boca
Tristes bizarras
Em comunhão
Andam guitarras a gemer de mão em mão 


Por isso é que mereceu fama de boémio
Por condão ou fatalista
Atiraram-lhe com a lama como prémio
Por ser nobre e ser fadista

Hoje saudoso e velhinho
Recordando com carinho / Seus amores, suas paixões
P'ra cumprir a sina sua
Ainda vem p'ro meio da rua / Cantar as suas canções
- - -
- - 
-
Versão de Carlos do Carmo

Bairro Alto aos seus amores tão dedicado
Quis um dia dar nas vistas
E saíu com os trovadores e mais o fado
P'ra fazer suas conquistas


Tangem as liras singelas
Lisboa abriu as janelas / Acordou em sobressalto
Gritaram bairros à toa
Silêncio velha Lisboa / Vai cantar o Bairro Alto


Trovas antigas
Saudade louca
Andam cantigas a bailar de boca em boca
Tristes bizarras
Em comunhão
Andam guitarras a gemer de mão em mão 


Por isso é que mereceu fama de boémio
Por seu condão fatalista
Atiraram-lhe com a lama como prémio
Por ser nobre e ser fadista

Hoje saudoso e velhinho
Recordando com carinho / Seus amores, suas paixões
P'ra cumprir a sina sua
Ainda veio p'ro meio da rua / Cantar as suas canções