- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

A carta do adeus

Maria L.Moniz Pereira / Mário Moniz Pereira
Repertório de Celeste Rodrigues 

Eu vou escrever outra vez / Mais uma carta de adeus
Mais uma carta perdida / Errada como esta vida
Que eu agradeci a Deus
Porque foi Deus que te fez

Meu amor, tu não me vês
Só vês a carta que lês
Não vás portanto inventar
Que a estou escrevendo a chorar;
Se estou bem, ou se estou mal
Isso agora é quase igual
Nesta carta que aqui vês
Vê apenas o que lês

Eu já não posso ceder / Um dia tinha de ser
Um dia tinha de vir / Em que fosse eu a partir
Em que fosse eu a dizer
Meu amor, não pode ser

A carta chegou ao fim
E bem ou mal redigida
Leva tudo o que há de mim
Leva toda a minha vida