- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Andorinha do céu que ninguém viu

João José Nogueira / Custódio Castelo
Repertório de João Chora 

Mandei recado p'lo vento norte
Mandei saudades p'la madrugada
E ao encontro do destino fui à sorte
E te encontrei em seu luar, amargurada

Em teu regaço, meu amor, chorei meu pranto
E em teus olhos senti paixão e doçura
E de mansinho, o luar sorriu de encanto
E co'a magia, da noite nasceu ternura

O meu desejo escrevo em pergaminho
Se meus sonhos fizerem sentido
Deixo a amargura presa no caminho
E vou em busca d'um amor que anda perdido


Nas ao romper do dia uma rosa floriu
Derramou perfume, colhi amizade
Como andorinha do céu que ninguém viu
Deixou o amor e levou toda a saudade