- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Canção em linha reta

João Monge / Carlos Barreto
Repertório de Hélder Moutinho 

Ai se a minha mãe soubesse
As coisas que dela herdei e não quero revelar
A dor alheia que entristece
Nas ruas onde passei e que me fazem cantar

Eu já cantei p’ra vagabundo
P’ra gente do outro mundo e p’rra quem nem lugar tem
Eu finjo que são coisas de poeta
São canções em linha reta que aprendi co’a minha mãe

É bom saber de onde vim
Saber a terra que piso
Há dois irmãos dentro de mim
A loucura e o juízo

Às vezes mostro o meu lado feliz
Canto na boca de cena à luz da estrela polar
Ao longe vejo o seu olhar que diz
Que esta vida vale a pena, que vale a pena cantar

E juro que amanhã vai ser diferente
Vai haver baile de gente com o amor que a gente tem
Então não são coisas de poeta
São canções em linha reta que aprendi co’a minha mãe