- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Além disso tem o fado

Letra e musica de Carlos Alberto França
Repertório de António Mourão

Atravessei o Rio Tejo
Matei o desejo que tinha, de ver
Lisboa do outro lado
Sob o sol dourado ao amanhecer
Quando o barco se afastava
E ela ficava para trás de mim
Vi como diferente
O que a gente sente quando a vê assim

Percorri com o olhar
O perfil secular que ainda mantém
Os teus telhados vermelhos
E os prédios velhos d'Alfama e Belém
E fiquei embevecido
Para sempre convencido
Que não há outra cidade
Que tenha o que a nossa tem

Nas tuas sete colinas
Vareiras, varinas, castelo emproado
Avenidas e vielas
O velho e o novo, tudo misturado
Tem relíquias e museus
E o mais azul dos céus
Tem o que as outras não têm
E além disso tem o fado