- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO
CANAL DE JOSÉ FERNANDES CASTRO EM PARCERIA COM A RÁDIO MIRA

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Loading ...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores *

<> 6.365 LETRAS <> 2.245.800 VISITAS <> AGOSTO DE 2021 <>

* ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO *

* POIS MESMO DESAGRADANDO /*/ A *TROIANOS* MALDIZENTES /*/ OS "GREGOS VÃO APOIANDO /*/ E VÃO FICANDO CONTENTES *

* NÃO ENCONTRA O FADO PREFERIDO? /*/ ENVIE, POR FAVOR, O SEU PEDIDO * fadopoesia@gmail.com

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* NASCEU ASSIM... CRESCEU ASSIM... CHAMA-SE FADO // Vasco Graça Moura // Porto 03.01.1942 // Lisboa 27.04.2014 *

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A correr

Manuela de Freitas / Alain Oulman *o pião*
Repertório de Camané

Corre a gente decidida / P'ra ter a vida que quer
Sem repararmos que a vida / Passa por nós, a correr

Às vezes até esquecemos / Nessa louca correria
Porque motivo corremos / E p'ra onde se corria

Buscando novos sabores / Corre-se atrás de petiscos
Quem corre atrás de valores / Corre sempre grandes riscos

E dá prazer escorraçado / Correr de forma diferente
Há quem seja acorrentado / Por correr contra a corrente

Num constante corropio / Já nem sequer nos ocorre
Que a correr até o rio / Chegando ao mar, também morre

Ou atrás do prejuizo / Ou à frente da ameaça
Corremos sem ser preciso / E a correr a vida passa

Percorrendo o seu caminho / Correndo atrás do sentido
Há quem dance o corridinho / Eu canto o fado corrido

E o que me ocorre agora / P'ra não correr qualquer p'rigo
É correr daqui p'ra fora / Antes que corram comigo;
Vou correr daqui p'ra fora / 
Antes que corram comigo