- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Descaradona

Mote de Henrique Silva / Glosa de Daniel Gouveia / Alfredo Duarte *fado bailarico*
Repertório de Daniel Gouveia

Ó sua descaradona
Tire a roupa da janela
Que essa camisa, sem dona
Lembra-me a dona sem ela

Dependurada com graça / Adejante, colorida
A sua roupa estendida / Afaga o rosto a quem passa;
E pede que um pintor faça / Na sua estreita viela
Uma formosa aguarela / Dessa cena fadistona;
Ó sua descaradona
Tire a roupa da janela

Que eu não posso suportar / A visão que me sugere
Essa roupa de mulher / Vazia, posta a secar;
Pudera eu cinzelar / Do mundo a estátua mais bela
E inspirava-me naquela / Roupinha que me apaixona;
Que essa camisa sem dona
Lembra-me a dona sem ela