- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Amando

Mário Raínho / Amadeu Ramim *fado zeca*
Repertório de Jorge Nunes

Deixo a roupa dispersa sobre o chão
Do quarto-minguante, desta rua
E deito-me em teu corpo, meu colchão
Que o amor, ontem nascido, continua

Passa a vida lá fora sem dar conta
Que dois corpos, num quarto, são só um
Se o mundo nos soubesse era uma afronta
Que igual ao nosso amor não há nenhum

O vento, nas vidraças, ciumento
Bate forte, insistente, incomodado
Mas ao ver a paixão deste momento
Muda de direcção, envergonhado

E madrugada fora, este enleio
Agiganta ainda mais, este mais querer
E entre nossos corpos nada é meio
Que os corpos estão colados de prazer