- - - - - - - - - -

Canal de J.F.Castro em parceria com a Rádio Mira

Canal de J.F.Castro em parceria com a Rádio Mira
° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Existem (pelo menos) 80 letras publicadas que não constam do índice. Caso encontre alguma avise-me, por favor.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

6.270 LETRAS PUBLICADAS /*/ 2.078.500 VISITAS /*/ MARÇO 2021

ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO.

Pois mesmo desagradando // A "Troianos" maldizentes / Os "Gregos" vão apoiando // E vão ficando contentes

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Se não encontra a fado preferido // Envie, por favor, o seu pedido.

fadopoesia@gmail.com

- - - - - - - - - - - - - - - -

Pesquisa.

Jonh português

João de Vasconcelos / César de Oliveira
Repertório de Beatriz da Conceição

Sou latino... tenho a mania da briga
Por mais que esconda e não diga, choro um bocado a cantar
Se o destino... americano me fez
Tive um avô português que me ensinou a falar

Só afino... é quando o dólar pretende
Comprar o que não se vende, tirar o que se não dá
Sou latino... sou um devoto bizarro
Dum Santo António de barro p’ra me lembrar do de cá

Todo emproado, atiradinho p’ro fado
Lá vai o Jonh português, vivaço
Americano, com um gingar lusitano
Vocês nem sabem a vista que eu faço

Sou latino... vivo de noites perdidas
Quando se joga ás escondidas com o amor e o luar
Sou latino... gosto de andar á procura
Do sabor d’uma aventura que não se pode encontrar

Sou latino... pula-me a raça nas veias
Sei dar ternura ás mãos cheias, tive a saudade de herança
E pelo hino eu aprendi a gostar
Duma bandeira a acenar a côr do sange e da esperança