- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Canal de JOSÉ FERNANDES CASTRO em parceria com RÁDIO MIRA

RÁDIO apadrinhada pelo mestre *RODRIGO*

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
AS LETRAS PUBLICADAS REFEREM A FONTE DE EXTRAÇÃO, OU SEJA: NEM SEMPRE SÃO MENCIONADOS OS LEGÍTIMOS CRIADORES
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
ATINGIDO ESTE VALOR // QUE ME FAZ SENTIR HONRADO // CONTINUO, COM AMOR // A SER SERVIDOR DO FADO
POIS MESMO DESAGRADANDO // A TROIANOS MALDIZENTES // OS GREGOS VÃO APOIANDO // E VÃO FICANDO CONTENTES
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
6.525 LETRAS PUBLICADAS <> 2.552.800 VISITAS < > AGOSTO 2022
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Murmúrios secretos

Elsa Laboreiro / António Neto
Repertório de Elsa Laboreiro  

Trago lembranças do mar
Dentro do meu coração
Momentos de sol doirado
Sobre areias de paixão

Trago uma concha na mão / Refúgio dos meus segredos
Guardiã dos meus sossegos / E da minha condição

E dos mais altos rochedos / Voam asas de saudade
Em ânsias de liberdade / Pra mundos desconhecidos

Mas em qualquer infinito / Na mais longínqua paragem
Seja qual for a viagem / É só em ti que eu existo

E é por isso que o mar / Nos seus murmúrios secretos
Fala de beijos e afectos / Que trago no meu olhar

Ai meu amor, meu amor
Volta nas ondas do mar